terça-feira, 22 de março de 2011

SAIBA COMO COMPRAR PEIXE FRESCO E SADIO


PEIXE NO CARDÁPIO É SAÚDE NA MESA

Estamos em tempo de quaresma e para os cristãos, a páscoa é o evento mais importante em seu calendário; é o momento de celebrar a morte e ressurreição de Cristo. Nessa época do ano é grande o consumo de peixes, no entanto, é bom lembrar que é preciso tomar alguns cuidados ao comprar peixe fresco devido principalmente a sua rápida deterioração.
De fácil digestão, os peixes podem ser consumidos ao molho, empanados, assados, ensopados, cozidos, grelhados, fritos e até crus, desde que se tomem cuidados com a fonte de origem. Peixes estragados podem ocasionar diversos tipos de intoxicação alimentar e a conservação correta é muito importante.
Hoje em dia as indústrias de alimentos oferecem cada vez mais opções de produtos a base de pescados congelados e semi-prontos, porém nada mais saboroso do que degustar um peixe fresco preparado e servido no mesmo dia. Por isso, é importante ficar de olhos bem atentos a algumas características que ajudam a perceber se o peixe está fresco ou não.

Na hora de comprar

• Qualidade do peixe: reside em seu frescor, e este deve ser o primeiro item que você deve exigir como consumidor. Tendo em conta a rápida deterioração do pescado, mesmo quando asseguradas as melhores condições possíveis, é necessário observar atentamente o aspecto do peixe.
• Odor: quando fresco, o peixe cheira a maresia.
• Corpo: deve ser firme e brilhante. Quando está passando do ponto, a carne fica flácida. Faça o teste: pressione o peixe com os dedos. Se não ficarem marcas, significa que o peixe é fresco.
• Olhos: devem ser salientes, a córnea transparente e a pupila negra e brilhante.
• Pele: observe se está brilhante e com as escamas bem aderidas ao corpo. A cor da pele deve ser viva, homogênea e com alguns reflexos.
• Membrana: é a pele interior que cobre a barriga do peixe e que deve aderir completamente à carne. Quando o peixe não está próprio para consumo, esta membrana é separada da carne.
• O ideal é comprar o peixe inteiro. Não é aconselhável comprar peixes já cortados.

Caso você compre o peixe fresco e não quer prepará-lo no mesmo dia também é preciso tomar alguns cuidados, pois pode se deteriorar rapidamente caso não seja bem acondicionado. Não deixe o alimento exposto fora da geladeira por muito tempo. Guarde o peixe embrulhado na geladeira e cozinhe-o dentro de 24 horas.
O peixe comprado congelado que não for usado imediatamente deve ser guardado no congelador, dentro da embalagem original. Antes de comprar o peixe congelado é importante observar se há sinais de derretimento ou recongelamento. A embalagem deve estar intacta, o que indica um bom armazenamento. Nunca congele de novo o peixe descongelado.
Como já sabemos todos os anos no período da quaresma a procura pelo pescado é bem superior aos outros meses, mas é bom reforçar aqui que consumir algum tipo de peixe pelo menos duas vezes na semana é muito saudável, o alimento possui nutrientes indispensáveis ao organismo, como: cálcio, potássio, selênio, ferro, iodo, cobalto, vitaminas e proteínas. Alguns peixes, como o salmão, o atum e a sardinha são riquíssimos em ômega 3, uma gordura natural que ajuda a combater o excesso de colesterol nas artérias.
Portanto, passe a colocar este produto como um dos itens da sua rotina semanal de alimentação, deixando de fugir do modelo “só como peixe na Semana Santa”. Sua saúde agradece!


RECEITA DA SEMANA: PEIXE NO SAL GROSSO

INGREDIENTES

1 peixe piau de aproximadamente 2 quilos inteiro (com escamas)
4 quilos de sal grosso
4 claras batidas em neve
1 colher de sopa de manteiga
2 limões
2 colheres de sopa de azeite de oliva
Pimenta de cheiro ou bodinho a gosto
½ xícara de chá de salsa picada
½ xícara de chá de cebolinha picada

PARA O MOLHO
6 colheres de sopa manteiga
3 colheres de sopa de azeite
2 colheres de sopa de alcaparras

MODO DE PREPARO
Limpe e lave o peixe com limão. Enxugue-o bem em toalha de papel. Não ponha nenhum tempero no peixe. Bata as claras em neve bem firmes.
Forre uma assadeira com duas folhas de papel alumínio bem untado no lugar onde vai ser acomodado o peixe.
Misture bem os quatro quilos de sal com as claras batidas em neve, a salsa, a cebolinha, a pimenta de cheiro ou bodinho e despeje metade dessa mistura na assadeira. Coloque o peixe limpo e inteiro sobre o sal misturado. Acomode o peixe de tal forma que fique com a barriga bem fechada. Com a outra metade do sal, cubra o peixe muito bem sem deixar nenhuma parte de fora.
Leve ao forno bem quente por cerca de 1h30m. Retire a assadeira do forno e com um martelinho de cozinha quebre a crosta de sal que se formou. Com cuidado puxe a pele do peixe que se desprenderá por inteiro e espalhe o azeite.
Prepare o molho para servir à parte. Derreta a manteiga com o azeite em fogo lento e junte as duas colheres de sopa de alcaparras. Sirva a seguir com arroz branco e salada verde.

DICA DE CHEF: Você pode substituir o piau por outro tipo de peixe como o pacu, piraputanga, namorado, robalo ou qualquer outro peixe com escama. Se você quiser prepare uma farofa de manteiga com couve e recheie o peixe tomando o cuidado de fechar bem a barriga. Nos ingredientes que se misturam ao sal grosso podem ser acrescentados outros ingredientes como o coentro e dill.

Outras dicas de preparo de peixe:


* O cozimento de peixe deve ser rápido para que a carne não desmanche ou fique dura e ressecada.
* O peixe magro fica mais saboroso se cozido ou frito, já o peixe gordo é melhor prepará-lo assado ou grelhado.
* O peixe torna-se mais saudável quando temperado com limão e preparado com azeite de oliva.
* A acidez do limão melhora o cheiro do peixe, deixa a carne mais firme, branca e saborosa.
* Evite o uso de alho diretamente na carne do peixe para não sobressair o gosto do alho.
* Peixes miúdos ou em pedaços devem ser salgados apenas 10 minutos antes de levar ao fogo, para evitar desidratação da carne e perda dos nutrientes.
* As cabeças de peixes podem ser utilizadas para preparar caldos para sopa, pirão ou bolinhos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recadinho... Vou adorar saber sua opinião!